Arquivo do blog

10 de jan de 2016

Este é o meu Filho amado.

Evangelho segundo S. Lucas 3,15-16.21-22.

Naquele tempo, o povo estava na expectativa e todos pensavam em seus corações se João não seria o Messias.
João tomou a palavra e disse-lhes: «Eu batizo-vos com água, mas está a chegar quem é mais forte do que eu, e eu não sou digno de desatar as correias das suas sandálias. Ele batizar-vos-á com o Espírito Santo e com o fogo».
Quando todo o povo recebeu o batismo, Jesus também foi batizado; e, enquanto orava, o céu abriu-se e o Espírito Santo desceu sobre Ele em forma corporal, como uma pomba. E do céu fez-se ouvir uma voz: «Tu és o meu Filho muito amado: em Ti pus toda a minha complacência».

Palavra da salvação.
Glória a Vós Senhor.

Veja o vídeo... 

Batiza-me, Senhor, com o Teu Espírito diariamente. 
Que seja o Vosso Espírito a guiar a minha mente...
           minhas palavras,
                               minhas acções, 
                                               meu coração
                                                                  meu caminhar...
Fazei de mim um vaso novo a cada amanhecer...
                   Eu tenho sede de Vós Senhor. 

Enviai Senhor o Vosso Espírito...
 e fazei que cada irmão
 seja um vaso novo a cada amanhecer.

Obrigado Jesus.


6 de jan de 2016

Em vídeo, Papa convida a rezar por diálogo inter-religioso

Em vídeo, Papa convida a rezar por diálogo inter-religioso

 Da Redação, com Vaticano O Vaticano apresentou nesta quarta-feira, 6, o primeiro vídeo do Papa Francisco com as intenções de oração para o mês de Janeiro. Em uma produção de um minuto e meio, o Santo Padre convida todos a rezarem pelo diálogo inter-religioso. Assista:

Papa confia as intenções de oração para Janeiro



4 de jan de 2016

Família é prato difícil de preparar


(de " O Arroz de Palma  de Francisco Azevedo)







Família é prato difícil de preparar. São muitos ingredientes. Reunir todos é um problema, principalmente no Natal e no Ano Novo. Pouco importa a qualidade da panela, fazer uma família exige coragem, devoção e paciência. Não é para qualquer um. Os truques, os segredos, o imprevisível. Às vezes, dá até vontade de desistir. Preferimos o desconforto do estômago vazio. Vêm a preguiça, a conhecida falta de imaginação sobre o que se vai comer e aquele fastio. Mas a vida, (azeitona verde no palito) sempre arruma um jeito de nos entusiasmar e abrir o apetite. O tempo põe a mesa, determina o número de cadeiras e os lugares. Súbito, feito milagre, a família está servida. Fulana sai a mais inteligente de todas. Beltrano veio no ponto, é o mais brincalhão e comunicativo, unanimidade. Sicrano, quem diria? Solou, endureceu, murchou antes do tempo. Este é o mais gordo, generoso, farto, abundante. Aquele o surpreendeu e foi morar longe. Ela, a mais apaixonada. A outra, a mais consistente.

 E você? É, você mesmo, que me lê os pensamentos e veio aqui me fazer companhia. Como saiu no álbum de retratos? O mais prático e objetivo? A mais sentimental? A mais prestativa? O que nunca quis nada com o trabalho? Seja quem for, não fique aí reclamando do gênero e do grau comparativo. Reúna essas tantas afinidades e antipatias que fazem parte da sua vida. Não há pressa. Eu espero. Já estão aí? Todas? Ótimo. Agora, ponha o avental, pegue a tábua, a faca mais afiada e tome alguns cuidados. Logo, logo, você também estará cheirando a alho e cebola. Não se envergonhe de chorar. Família é prato que emociona. E a gente chora mesmo. De alegria, de raiva ou de tristeza.

 Primeiro cuidado: temperos exóticos alteram o sabor do parentesco. Mas, se misturadas com delicadeza, estas especiarias, que quase sempre vêm da África e do Oriente e nos parecem estranhas ao paladar, tornam a família muito mais colorida, interessante e saborosa.

 Atenção também com os pesos e as medidas. Uma pitada a mais disso ou daquilo e, pronto, é um verdadeiro desastre. Família é prato extremamente sensível. Tudo tem de ser muito bem pesado, muito bem medido. Outra coisa: é preciso ter boa mão, ser profissional. Principalmente na hora que se decide meter a colher. Saber meter a colher é verdadeira arte. Uma grande amiga minha desandou a receita de toda a família, só porque meteu a colher na hora errada.

 O pior é que ainda tem gente que acredita na receita da família perfeita. Bobagem. Tudo ilusão. Não existe Família à Oswaldo Aranha; Família à Rossini; Família à Belle Meunière; Família ao Molho Pardo, em que o sangue é fundamental para o preparo da iguaria. Família é afinidade, é “à Moda da Casa”. E cada casa gosta de preparar a família a seu jeito.

 Há famílias doces. Outras, meio amargas. Outras apimentadíssimas. Há também as que não têm gosto de nada, seriam assim um tipo de Família Dieta, que você suporta só para manter a linha. Seja como for, família é prato que deve ser servido sempre quente, quentíssimo. Uma família fria é insuportável, impossível de se engolir.

 Enfim, receita de família não se copia, se inventa. A gente vai aprendendo aos poucos, improvisando e transmitindo o que sabe no dia a dia. A gente cata um registro ali, de alguém que sabe e conta, e outro aqui, que ficou no pedaço de papel. Muita coisa se perde na lembrança. Principalmente na cabeça de um velho já meio caduco como eu. O que este veterano cozinheiro pode dizer é que, por mais sem graça, por pior que seja o paladar, família é prato que você tem que experimentar e comer. Se puder saborear, saboreie. Não ligue para etiquetas. Passe o pão naquele molhinho que ficou na porcelana, na louça, no alumínio ou no barro. Aproveite ao máximo. Família é prato que, quando se acaba, nunca mais se repete. 

 "O correr da vida embrulha tudo, a vida é assim: esquenta e esfria, aperta e daí afrouxa, sossega e depois desinquieta. O que ela quer da gente é coragem" 


Imagem retirada da Net mas que não pertence á leitura que foi publicada. 

3 de jan de 2016

SEJAM FELIZES

Olá meus amigos e não só.
Devido à minha ausência, não pude passar por aqui para lhes desejar um Feliz 2016, 
mas como mais vale tarde que nunca,
  aqui fica um pedido de desculpas e a seguinte mensagem...


Neste Novo Ano, 
o meu maior desejo é  o seguinte:

Que o Fogo do Divino Espírito Santo penetre no coração de cada um de nós . 
Que nos deixemos inflamar por esse Fogo Abrasador  que tudo pode mudar em nossas vidas.
Que tudo que corrompe a nossa alma, por traumas passados, sejam desfeitos.
Eu creio, que se Deus me concedeu a entrada num Novo Ano, foi para que eu me transformasse numa pessoa ainda melhor e cumprisse com os propósitos que Ele tem para mim. 
E você? Porque acha que Deus lhe concedeu a entrada num Novo Ano? Faça uma reflexão...
Que o Divino Espírito Santo ilumine sua mente na reflexão que venha a fazer.
Que o Fogo do Espírito nos conceda a Sabedoria para que através da Bíblia Sagrada e não só, sigamos os passos de Jesus. 
Deixemos de parte...
 A falsidade.
               A arrogância.
                          A soberba.
                                   A hipocrisia.
                                                  A injustiça... e tudo que faz de nós, pessoas não dignas, Daquele que um dia deu a vida por nós mas disposto a renascer diariamente para quem o quiser aceitar.
   
(M.J) MaryZéSilva

SEJAM FELIZES
ABENÇOADO 2016 



ASSIM COMO BRILHA ESTA FLOR 
 BRILHE CADA DIA DESTE NOVO ANO.
DEUS NUNCA DESAMPAROU 
AQUELE QUE ANDA DE MÃO DADA COM ELE
 E MESMO NAS HORAS MENOS BOAS...
 É NELE QUE COLOCA A SUA FÉ E ESPERANÇA. 


O VENTO BALANÇOU MEU BARQUINHO
MAS FOI JESUS QUE ME SALVOU E ME FEZ
 E FAZ CONTINUAR...
OBRIGADO JESUS
CLIQUE NO VIDEO...ELE É UM MIMINHO TAMBÉM PARA VOCÊS
.