Arquivo do blog

25 de abr de 2012

Bichos...

Bichos..
Existem muitas espécies de bichos, 
entre eles...
bichos venenosos  e bichos inofensivos

 
Muitas vezes somos confrontados com determinados bichos sem o querermos!
O bicho da inveja.
O bicho da maldade!
O bicho do egoísmo.
 O bicho da hipocrisia.
O bicho da falsidade. 
...

Bichos...todos eles bichos que podem destruir um coração sadio.
Também existem bichos inofensivos. Bichos que constroem coisas maravilhosas... Assim como o bicho da seda!

Os bichos-da-seda são lagartas de borboleta. Quando os vimos, muitos de nós ficam um pouco enojados...mas o que é certo é que neles existe uma mudança incrível e um trabalho maravilhoso.

Aquele bichinho peçonhento consegue uma transformação total.
O mesmo acontece connosco...é só nos esforçarmos para que isso aconteça!
Se não quer ser um bicho da seda, seja pelo menos uma borboleta. Ela possui a mudança , a transformação, a libertação, a morte e o renascimento. 

Se os cinco primeiros bichos aqui descritos habitarem seu coração, lute contra eles. Não deixe que estes destruam corações sadios . Tudo na vida tem um retorno, e quando der conta... seu coração está mais destruído do que aquele que você quer destruir.
Se você grita amor, o retorno será amor, caso contrário só irá colher o que plantar...


Você já pensou qual o bicho que habita em seu coração? Pois é...certamente ainda não! 
Estamos sempre a tempo de ser uma Borboleta!
Dá a  mão ao teu irmão e segue em frente...

Deus quer que sejas uma linda "Borboleta."


M.J.(MaryZéAlmeida).



Poucos são,
os que ao se deitar,
ousariam dirigir-se assim a Deus:
Senhor trata-me amanhã,
como tratei,
os outros hoje.






19 de abr de 2012

Há um caminho por trás de cada porta

"HHá uma caminho por trás de cada porta

Uma grande quantidade de portas se abre girando a maçaneta para a direita. Estou diante de uma porta. Giro a maçaneta para a direita e a porta o abre... Bom... Que tal tentar girar para a esquerda? Sim, posso abrir essa porta, basta compreender como está fechada, ao invés de ficar repetindo as maneiras como abre as portas anteriores"  


  As portas não se abrem sempre da mesma maneira. Os mesmos caminhos que nos levam ao êxito podem também ocasionar o fracasso. A substância que cura também pode matar. Tudo é uma questão da dose, do momento, da aplicação...

Veja o caso da repetição: repetir é uma das condições necessárias à aprendizagem.

Dizemos que alguém aprendeu determinada função, ação ou conhecimento, quando é capaz de repetir em situações idênticas ou semelhantes, a mesma sequência, raciocínio ou processo.

Porém, nossa capacidade de repetir nos conduz inúmeras vezes ao engano.

Aprendemos como abrir uma porta, generalizamos este processo e começamos a abrir todas as portas fechadas que encontrarmos... Até que um dia encontramos uma porta que, em várias tentativas, simplesmente, não abre...

Fomos enganados pelo hábito da repetição. Simplesmente, a maçaneta está ao contrário, ou o sentido da chave está invertido. O fato é que ficamos algum tempo paralisados, pensando porque a porta não abre se fizemos tudo direito?

Quando “congelamos” no processo de repetição, ocorreu apenas uma fase do processo de aprendizagem, mas não a mais importante delas: aquela que dá origem, conhecimento.

O conhecimento nos permitirá utilizar respostas diferentes diante de novos desafios.

Foi assim que reagimos diante da porta:

As portas se abrem girando a maçaneta para a direita. Estou diante de uma porta. Giro a maçaneta para a direita e a porta não abre, logo... Não posso abrir essa porta.

Quando o mais correto seria reagirmos assim:

Uma grande quantidade de portas se abre girando a maçaneta para a direita. Estou diante de uma porta. Giro a maçaneta para a direita e a porta não abre... Bom... Que tal tentar girar para a esquerda? Sim, posso abrir essa porta, basta compreender como está fechada, ao invés de ficar repetindo as maneiras como abre as portas anteriores.

É extremamente simples! Na vida, as portas não se abrem sempre da mesma maneira.

Com base neste raciocínio, pare e reflita: quais são as portas que não se abrem na sua vida?

    * Você está preso à solidão? Abra a porta para estabelecer relacionamentos.

    * Está preso no quarto escuro da mágoa? Abra as portas do perdão.

    * Se encontra confinado aos acontecimentos passados? Abra a porta do presente.

    * Sente-se aprisionado pelo seu potencial atual? Abra as portas do aprendizado de coisas novas.

Sim, eu sei, você vai me dizer que já tentou fazer isso várias vezes, mas as portas não se abriram, parecem estar emperradas... Mas, espere um pouco... Será que você girou a maçaneta para o lado certo?

O fato das coisas não darem certo em noventa e nove tentativas, não significa que não darão certo na centésima, especialmente se você tentar de uma forma diferente.

Não viva aprisionado às generalizações. Você não é uma estatística, é um ser de potencial ilimitado.

Não se esqueça também que você pode mudar de porta... As portas que não se abrem servem para duas coisas básicas em nossas vidas:

1) Testar nossa perseverança, garra e inteligência em abri-las;

2) Fazer-nos perceber que nosso caminho não passaria por aquela porta, que estávamos diante da porta errada.

Só os mais experientes e mais sábios descobrem rapidamente a diferença. A maioria das pessoas se engana: insiste na porta errada e desiste da porta certa. Preste atenção nisso! O tempo, a experiência e, sobretudo, um coração humilde lhe ensinarão a reconhecer a diferença.

    "A vida é um labirinto de portas. Para cada uma que você abrir, outra surgirá, e o que está por trás de cada uma delas, jamais será a mesma coisa. Nem você será o mesmo, dependendo das portas que escolher..."

Entre todas essas portas, existe uma fundamental: aquela que só abre por dentro e dá acesso ao seu coração. É por essa porta que entra a Luz de Deus!

E é por ela que você sai do passado, abandona suas mágoas, frustrações e limitações e parte na direção de novas possibilidades e oportunidades.


Essa porta que só abre por dentro também parece não abrir em determinadas situações: inverta o sentido da maçaneta! Porque, na vida, é perdoando que se é perdoado, é amando que se é amado, é dando que se recebe.
Há uma porta esperando para ser aberta neste exato momento, só depende de você!
Ou seja, de nós...!

Desconheço o Autor. 

17 de abr de 2012

O Avô o Neto e o Jumento 

 

 Há muito tempo, viajando pelo interior, seguia um velho que vinha montado em seu jumentinho, conduzido por seu netinho, que puxava o animal pelo cabresto. Aquela jornada estava longe de ser um lazer. Eles tinham como finalidade ir a uma feira na cidade grande, onde tentariam vender o animal de estimação e conseguir dinheiro para o sustento do velho e seu único neto, órfão de pai e de mãe.

E assim seguiram caminho afora. Ao passarem por um vilarejo, e tendo em vista haver ali muitas pessoas, logo começaram as críticas:

'Que absurdo!', falava aquela gente, com os ânimos bastante exaltados ao ver a criança a pé e o velho montado no jumento. 'O juizado da infância e da juventude tem de saber disso e tomar as devidas providências! Como pode uma coisa dessas? Que desnaturado!', comentavam.

Sentindo-se desconfortável diante daquela situação tão constrangedora, o velhinho de pronto trocou de posição com o menino, que agora seguia montado no jumento com o avô puxando o animal. 'Bom, agora certamente acho que ninguém ficará chocado, nem falará nada!', pensou ele.

E assim tocaram em frente sua jornada. Mas, ao entrarem num novo vilarejo, novamente ouviram novas críticas:

'Que absurdo! Coitado do velhinho! Ele é quem tinha de estar montado sobre o jumento, não o menino! Isso não é possível! Que mundo é esse onde ninguém respeita o estatuto do idoso? Aonde nós vamos parar?', era o que se ouvia.

E novamente o bom velhinho, quase sem saber mais o que fazer, fez outra troca. Sentou-se sobre o jumentinho com o menino e, assim, continuaram sua jornada.

Na cidade seguinte, os comentários foram muito mais fortes:

'Olhem que absurdo! Coitadinho do pobre jumento, carregando esses dois marmanjos! A sociedade protectora dos animais devia tomar alguma providência!'


Moral da história: Nunca será possível agradar a todos. Quem insistir, certamente será um frustrado na vida.

Deus tem dado a fé para que cada um ande de acordo com ela.

Não de acordo com a opinião alheia!


7 de abr de 2012

Aleluia! Jesus Ressuscitou!



Ressuscitou

Ressuscitou!

A cruz não o prendeu

Na tumba não ficou

A morte não o parou


Ressuscitou!

Na sexta o inferno se alegrou

Pensaram que tudo acabou

Mas falharam ali, de ver que a luta só começou

No terceiro dia o anjo gritou: "Cristo já ressuscitou,

ressuscitou"

Ressuscitou!

 Elaine de Jesus.

 


glitters

VOTOS DE UMA SANTA PÁSCOA PARA TODOS VOCÊS...!

6 de abr de 2012

Pai ,Perdoa-nos...


recados e frases de Sexta Feira Santa

Meu Jesus que foste julgado, crucificado e morto pelo grande amor que me tens . 
Em Teu  coração tanta amargura carregaste. Por mim morreste e meus pecados perdoaste. Disseste sim até ao Fim e foi esse louco amor por mim, que te colocou crucificado .
Meu doce Jesus amado, que por mim foste pregado . 
Como lamento Jesus , não ser digna de Tua morte,  nem da sorte que me deste. Mas uma coisa  eu Te prometo, gravar Teu nome em meu peito e nesta estrada a direito, dar Teu nome a conhecer. Não sou digna desse Teu sofrimento, nem desse grande amor por mim . 
Só me resta caminhar e Teu sofrimento olhar, que é para nunca me esquecer, que não houve Cruz , nem morte ,que à Tua vida pusesse fim e que sempre caminhaste bem juntinho de mim.


(M.J)MaryZéAlmeida

5 de abr de 2012

Quinta-Feira Santa . Lava pés.


"Depois, deitou água numa bacia e começou a lavar os pés dos discípulos, e a enxugar-lhes com a toalha com que estava cingido" Jo13:5
O sapato, é uma invenção bem antiga. Em 1.500 a.c (aproximadamente), já haviam registros de que o homem, se utilizando de peles de animais, fabricava seu próprio calçado. As sandálias, contudo, sempre foram as preferidas da civilização antiga. Principalmente, as abertas e baixas. O transporte, ainda não era tão veloz e andar a pé, um costume diário.

O cenário, em Israel, não era diferente. Jesus e os discípulos, caminhavam bastante, e de sandálias. Os pés, dos antigos, facilmente se enchiam de poeira. Aos servos, cabia a humilde tarefa de lavar os pés dos visitantes e(ou), convidados de seus senhores. Uma ação, que resultava em conforto- para quem tinha os pés lavados- e em demonstração de hierarquia.

Na passagem, do Evangelho de João, Jesus, fez bem mais que um simples servo faria. Ele, enxugou os pés dos discípulos, com a mesma toalha que envolvia seu corpo. Ele se despiu, para servir. Jesus, inclinado, apenas com as vestes intimas, lavando os pés dos discípulos. Impossível não comparar a humildade do Mestre, com a arrogância e "superioridade" de alguns líderes atuais. Sequer amarrariam o cadarço do sapato de algum discípulo distraído.

"Disse-le Pedro: Nunca me lavarás os pés. Respondeu-lhe Jesus: Se eu te não lavar, não tens parte comigo" v(8).

"Aquele que está lavado, não necessita de lavar, senão os pés, pois no mais tudo está limpo"

Intimidade, Refrigério, Santificação, Graça

Ao entregarmos a vida para jesus, todo nosso ser é restaurado. Ele, nos purifica de todo o pecado I Jo 3:3. A lavagem do espírito, foi feita na cruz. Com sangue, de puro cordeiro. Os pés, contudo, dia após dia, necessitam de "tirar a poeira". Entregar os pés para Jesus lavar, implica: Intimidade, refrigério e santificação. É a caminhada diária do cristão, sendo renovada pela comunhão.

Chama-mo-nos de Pai, Ele, nos chama de filhos. "Filho, se eu não te lavar os pés, não tens parte comigo". As mãos do Mestre, carinhosamente, limpam nossos pés: "Ele nos prepara para a jornada da vida". Favor, imerecido! Um Rei, se despindo, para lavar os pés de seus súditos! Não façamos como Pedro, que impôsirremovíveis, petrificando o corpo inteiro. Uma prisão. distância. Levantou um muro: "Nunca, me lavarás os pés". Seria a morte. O pó, dos pés, ganhando proporções

Altruísmo, Amor

"Ora, se Eu, Senhor e Mestre, vos lavei os pés, vós deveis também, lavar os pés uns dos outros" v(14).
Mestres e servos, se igualam, ao viverem em amor. Porque o amor, é perfeito. Aprimora o ser que passa a enxergar a si mesmo, no outro.

A Quem posso lavar os pés hoje?

Lavar os pés do outro, implica, viver o Evangelho. Imitar o Mestre. Proporcionar refrigério ao cansado. Ajudar na caminhada. Se a vida de Cristo, habita em nós, não existirá barreiras para "tirarmos a poeira" dos que nos entregam os pés. A água, é o Espírito Santo de Deus: Limpa, purifica, conduz a caminhos planos, em que pés, não se atolam. Atalhos, enganosos, dão lugar a horizontes promissores

Que a cada dia, entreguemos nossos pés ao Mestre e que nós, prossigamos, lavando os pés uns dos outros. Assim seja.

Por: Wilma Rejane
Citações: Bíblia Sagrada.