Arquivo do blog

22 de fev de 2012

Quaresma, tempo de conversão.

 Quaresma, tempo de conversão.
 Aproveitemos esta quaresma para nos aproximarmos mais de Deus e vivermos como verdadeiros cristãos. 
Quatro grandes linhas de acção a serem praticadas não só na quaresma mas em todos os dias  da nossa vida

1) A esmola – é bom que entendamos que não é somente dar uma esmola, mas dar-se aos outros, aqueles que mais necessitados. Ao mesmo tempo é um ser solidário com as preocupações e necessidades dos outros: “Quando deres esmola, não mandes tocar a trombeta diante de ti, como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas ruas, para serem elogiados pelos outros. Em verdade vos digo: já receberam sua recompensa. Tu, porém, quando deres esmola, não saiba tua mão esquerda o que faz a direita, de modo que tua esmola fique escondida. E o teu Pai, que vê no escondido, te dará a recompensa” (Mt 6, 2-4);

2) Penitência – um tempo favorável para arrepender-se e reconhecer a misericórdia de Deus. “Se vós perdoardes aos outros as suas faltas, vosso Pai que está nos céus também vos perdoará. Mas, se vós não perdoardes aos outros, vosso Pai também não perdoará as vossas faltas” (Mt 6, 14-15); 



3) A oração – aprender a orar com a Palavra Santa, para assim reconhecer e aceitar a vontade de Deus na sua vida. Tempo para orar na sua história buscando aqueles momentos que Deus te levava nos ombros, como a ovelha perdida. “Quando orardes, não sejais como os hipócritas, que gostam de orar nas sinagogas e nas esquinas das praças, em posição de serem vistos pelos outros. Em verdade vos digo: já receberam a sua recompensa. Tu, porém, quando orares, entra no teu quarto, fecha a porta e ora ao teu Pai que está no escondido. E o teu Pai, que vê no escondido, te dará a recompensa.  (Mt 6, 5-7);

 4) Por último o jejum – é uma das praticas quaresmais que muitos de nós pecamos, nos colocamos com uma cara de pena, com semblante de coitado. Não é nada disso o que nos diz sobre o jejum, tal como nos diz a Sagrada Escritura, devemos demonstrar alegria: “Quando jejuardes, não fiqueis de rosto triste como os hipócritas. Eles desfiguram o rosto, para figurar aos outros que estão jejuando. Em verdade vos digo: já receberam sua recompensa. Tu, porém, quando jejuares, perfuma a cabeça e lava o rosto, para que os outros não vejam que estás jejuando, mas somente teu Pai, que está no escondido. E o teu Pai, que vê no escondido, te dará a recompensa” (Mt, 6, 16-18).
Acabo animando a todos vocês para que façamos uma boa peregrinação, porque este caminho é um caminho santo (Cfr. Is 35,

 Todos necessitamos de experimentar as graças do Senhor, pois aqui temos a ocasião de poder celebrar a maior graça: a Ressurreição de Jesus e um prelúdio do que será para todos aqueles que perseverarem com entusiasmo. Que todos vocês, tenham uma santa quaresma.

Inicio da Quaresma.

12 de fev de 2012

Amar-te...


AMAR-TE, JESUS, QUERO AMAR-TE
Pegar na tua mão e prosseguir...
                                           deixar-me ir onde me queres levar...
no Teu amor eu sei que posso confiar.
                                            Eu creio, Jesus, que nunca me irás desamparar.
                               AMAR-TE, JESUS, QUERO AMAR-TE
Quero fazer de Ti o meu farol.
                                            Nos momentos de tristeza e alegria
só Tu tens o melhor para me ofertar.
                                    Creio na  palavra que a mim fazes chegar.
                                AMAR-TE, JESUS, QUERO AMAR-TE
Quero deixar meu coração queimar por Ti
                                     Mostrar ao meu irmão as Tuas graças
e todas as vitórias que tens realizado em mim.                   
                                                  Como posso eu, Jesus, largar Tua mão,
se é ela que me guia, dia após dia.
                                            Sem Ti, Jesus, eu nada sou
Tua presença é o maior motivo de minha alegria.

                                              AMAR-TE, JESUS, QUERO AMAR-TE!!!

M.J( MaryZéAlmeida)



8 de fev de 2012

Eu creio...


Eu creio em mim mesmo. Creio nos que trabalham comigo, creio nos meus amigos e creio na minha família. Creio que Deus me emprestará tudo que necessito para triunfar, contanto que eu me esforce para alcançar com meios lícitos e honestos. Creio nas orações e nunca fecharei meus olhos para dormir, sem pedir antes a devida orientação a fim de ser paciente com os outros e tolerante com os que não acreditam no que eu acredito. Creio que o triunfo é resultado de esforço inteligente, que não depende da sorte, da magia, de amigos, companheiros duvidosos ou de meu chefe. Creio que tirarei da vida exatamente o que nela colocar. Serei cauteloso quando tratar os outros, como quero que eles sejam comigo. Não caluniarei aqueles que não gosto. Não diminuirei meu trabalho por ver que os outros o fazem. Prestarei o melhor serviço de que sou capaz, porque jurei a mim mesmo triunfar na vida, e sei que o triunfo é sempre resultado do esforço consciente e eficaz. Finalmente, perdoarei os que me ofendem, porque compreendo que às vezes ofendo os outros e necessito de perdão.