Arquivo do blog

13 de abr de 2015

Pense bem e estabeleça a sua prioridade.


- Um professor diante da sua turma de filosofia, sem dizer uma palavra, pegou num frasco grande e vazio de maionese e começou a enchê-lo com bolas de golfe. A seguir perguntou aos estudantes se o frasco estava cheio. Todos estiveram de acordo em dizer que 'sim'. O professor tomou então uma caixa de fósforos e a vazou dentro do frasco de maionese. Os fósforos preencheram os espaços vazios entre as bolas de golfe. O professor voltou a perguntar aos alunos se o frasco estava cheio, e eles voltaram a responder que 'Sim'. Logo, o professor pegou uma caixa de areia e a vazou dentro do frasco. Obviamente que a areia encheu todos os espaços vazios e o professor questionou novamente se o frasco estava cheio. Os alunos responderam-lhe com um 'Sim' retumbante. O professor em seguida adicionou duas chávenas de café ao conteúdo do frasco e preencheu todos os espaços vazios entre a areia. Os estudantes riram-se nesta ocasião. Quando os risos terminaram, o professor comentou: 'Quero que percebam que este frasco é a vida. As bolas de golfe são as coisas importantes, a família, os filhos, a saúde, a alegria, os amigos, as coisas que vos apaixonam. São coisas que mesmo que perdesse-mos tudo o resto, a nossa vida ainda estaria cheia. Os fósforos são outras coisas importantes, como o trabalho, a casa, o carro etc. A areia é tudo o resto, as pequenas coisas. Se primeiro colocamos a areia no frasco, não haverá espaço para os fósforos, nem para as bolas de golfe. O mesmo ocorre com a vida. Se gastamos todo o nosso tempo e energia nas coisas pequenas, nunca teremos lugar para as coisas que realmente são importantes. Prestem atenção às coisas que realmente importam. Estabeleçam as vossas prioridades, e o resto é só areia.' 
Um dos estudantes levantou a mão e perguntou: Então e o que representa o café? O professor sorriu e disse: 'Ainda bem que perguntas! Isso é só para vos mostrar que por mais ocupada que a vossa vida possa parecer, há sempre lugar para tomar um café com um amigo'.

 (Autor desconhecido)




12 de abr de 2015

EU CONFIO EM VÓS!



Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São João 20, 19-31




Na tarde daquele dia, o primeiro da semana, estando fechadas as portas da casa onde os discípulos se encontravam, com medo dos judeus, veio Jesus, apresentou-Se no meio deles e disse-lhes: «A paz esteja convosco». 


Dito isto, mostrou-lhes as mãos e o lado. Os discípulos ficaram cheios de alegria ao verem o Senhor. 


Jesus disse-lhes de novo: «A paz esteja convosco. Assim como o Pai Me enviou, também Eu vos envio a vós». 


Dito isto, soprou sobre eles e disse-lhes: «Recebei o Espírito Santo: 


àqueles a quem perdoardes os pecados ser-lhes-ão perdoados; e àqueles a quem os retiverdes ser-lhes-ão retidos». 


Tomé, um dos Doze, chamado Dídimo, não estava com eles quando veio Jesus. 


Disseram-lhe os outros discípulos: «Vimos o Senhor». Mas ele respondeu-lhes: «Se não vir nas suas mãos o sinal dos cravos, se não meter o dedo no lugar dos cravos e a mão no seu lado, não acreditarei». 


Oito dias depois, estavam os discípulos outra vez em casa, e Tomé com eles. Veio Jesus, estando as portas fechadas, apresentou-Se no meio deles e disse: «A paz esteja convosco». 


Depois disse a Tomé: «Põe aqui o teu dedo e vê as minhas mãos; aproxima a tua mão e mete-a no meu lado; e não sejas incrédulo, mas crente». 


Tomé respondeu-Lhe: «Meu Senhor e meu Deus!». 


Disse-lhe Jesus: «Porque Me viste acreditaste: felizes os que acreditam sem terem visto». 
Muitos outros milagres fez Jesus na presença dos seus discípulos, que não estão escritos neste livro. 


Estes, porém, foram escritos para acreditardes que Jesus é o Messias, o Filho de Deus, e para que, acreditando, tenhais a vida em seu nome.

Palavra da Salvação.
Glória a Vós Senhor. 


JESUS DA DIVIVINA MISERICÓRDIA 


Palavras de Jesus: "As almas que rezarem este terço serão envolvidas pela minha misericórdia, durante a sua vida e, de modo particular, na hora da morte".
"Quando recitam esse terço junto a um agonizante, aplaca-se a ira de Deus, a misericórdia insondável envolve a alma."
"Filha minha, anima as almas a rezarem o terço que vos dei. Pela recitação deste terço me agrada conceder tudo o que me peçam. Os sacerdotes o recomendarão aos pecadores como última tábua de salvação. Até o pecador mais obstinado, se rezar uma só vez o terço, receberá graça de minha misericórdia infinita. Rezado ao lado dos agonizantes, me porei entre o Pai e a alma moribunda, não como justo juiz, mas sim como Salvador Misericordioso". Escreve isto para as almas aflitas: Quando a alma vê e reconhece a gravidade de seus pecados, quando se descobre ante seus olhos todo o abismo de miséria em que tem caído, não se desespere mas que se aloje com confiança nos braços de minha misericórdia, como um menino entre os braços de sua mãe amadíssima".
Terço da Misericórdia
Início: Pai-Nosso, Ave-Maria, Creio
Nas contas grandes: Eterno Pai, eu vos ofereço o Corpo, Sangue, Alma e Divindade de vosso diletíssimo Filho, Nosso Senhor Jesus Cristo, em expiação de nossos pecados e os do mundo inteiro.
Nas contas pequenas: Pela sua dolorosa Paixão, tende misericórdia de nós e do mundo inteiro.
Ao final do terço rezar três vezes: "Deus Santo, Deus Forte, Deus Imortal, tende piedade de nós e do mundo inteiro."
 OFEREÇO-TE  ESTE TERÇO SENHOR JESUS
 POR TODOS OS QUE SOFREM, FISICAMENTE ESPIRITUALMENTE E MENTALMENTE
PARTICULARMENTE PELOS AGONIZANTES DESTE DIA 



Pai nosso que estais nos céus, santificado seja o Vosso nome.
Venha a nós o Vosso Reino.
Seja feita a Vossa vontade, assim na Terra como no Céu .
O pão nosso de cada dia nos dai hoje.
Perdoai as nossas ofensas assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido . 
E não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. 
amém.
                   

                    Avé Maria, cheia de graça,

o Senhor é convosco.
Bendita sois vós entre as mulheres, 
e bendito é o fruto do vosso ventre, Jesus. 

                      Santa Maria, Mãe de Deus,

    rogai por nós, pecadores
    agora e na hora da nossa morte.
                                Amém. 


Creio em Deus-Pai, todo poderoso,
criador do céu e da terra
e em Jesus Cristo seu único filho, Nosso Senhor
que foi concebi
do pelo poder do Espírito Santo
nasceu da Virgem Maria
Padeceu sob Poncio Pílatos
Foi crucificado, morto e sepultado
desceu a mansão dos mortos
ressuscitou ao terceiro dia, subiu aos céus
está sentado à direita de Deus Pai todo poderoso
de onde há de vir a julgar os vivos e os mortos
Creio no Espírito Santo,
na Santa Igreja Católica
na comunhão dos Santos
Na remissão dos pecados
na ressurreição da carne
na vida eterna
Amém.


Eterno Pai eu vos ofereço Corpo Sangue Alma e Divindade do Vosso muito Amado Filho nosso Senhor Jesus Cristo em expiação dos nossos pecados e dos pecados do mundo inteiro.

10x Pela Sua dolorosa paixão

Tende piedade de nós e do mundo inteiro

Eterno Pai eu vos ofereço Corpo Sangue Alma e Divindade do Vosso muito Amado Filho nosso Senhor Jesus Cristo em expiação dos nossos pecados e dos pecados do mundo inteiro


...


Deus Santo

Deus forte
Deus Imortal
Tende piedade de nós e do mundo inteiro. 

Deus Santo

Deus forte
Deus Imortal
Tende piedade de nós e do mundo inteiro. 

Deus Santo

Deus forte
Deus Imortal
Tende piedade de nós e do mundo inteiro. 

JESUS EU CONFIO EM VÓS.

JESUS EU CONFIO EM VÓS.
JESUS EU CONFIO EM VÓS. 

Veja vídeo até ao fim.





OBRIGADO JESUS PELAS MARAVILHOSAS GRAÇAS QUE ME TENS CONCEDIDO. 

EU ESTIVE  PERDIDA MAS FINALMENTE ME ENCONTREI . 
FOI O TEU AMOR QUE ME RESGATOU E ME SALVOU. 
TUA PARA SEMPRE.
Maryzé














Consagração a Jesus Misericordioso


“Ó         Misericordiosíssimo Jesus, infinita é a Vossa bondade e inesgotáveis os tesouros da Vossa graça. Eu confio inteiramente na Vossa Misericórdia que está acima de todas a s Vossas obras. Consagro-me a viver inteiramente no brilho esplendoroso de graça e amor que brotaram do Vosso Sagrado Coração na cruz. Desejo imitar a Vossa Misericórdia praticando as obras de misericórdia espirituais e corporais, particularmente pela conversão dos pecadores, e dando auxílio, coragem e consolação a todos os que são pobres, infelizes ou doentes. Eu me entrego e abandono totalmente à Vossa Misericórdia, para que cuideis de mim como Vossa pertença e Vossa Glória. Tudo receio da minha fraqueza, mas tudo espero da Vossa Misericórdia. Fazei que toda a humanidade conheça o abismo insondável da Vossa Misericórdia e que ponha toda a sua confiança em Vás e Vos adore para sempre. Amém. 
 “Jesus, eu confio em Vós”


 “Ó Sangue e Água que brotastes do Coração de Jesus como fonte de Misericórdia para nós,
Eu confio em Vós. 
Amém.

9 de abr de 2015

A TI, SENHOR, TODA A HONRA E TODA A GLÓRIA.


PRIMEIRA QUINTA-FEIRA DE ADORAÇÃO DEPOIS DE CRISTO RESSUSCITADO. 
Graças e Louvores  se dê  todo o momento
  Ao Santíssimo e Diviníssimo Sacramento  . 


Louvado e Adorado Sejas meu Senhor e meu Deus.



Salmo- 114 1 Aleluia. Amo o Senhor, porque ele ouviu a voz de minha súplica,


2 porque inclinou para mim os seus ouvidos no dia em que o invoquei.

3 Os laços da morte me envolviam, a rede da habitação dos mortos me apanhou de improviso; estava abismado na aflição e na ansiedade.

4 Foi então que invoquei o nome do Senhor: Ó Senhor, salvai-me a vida!

5 O Senhor é bom e justo, cheio de misericórdia é nosso Deus.

6 O Senhor cuida dos corações simples; achava-me na miséria e ele me salvou.

7 Volta, minha alma, à tua serenidade, porque o Senhor foi bom para contigo,
8 pois livrou-me a alma da morte, preservou-me os olhos do pranto, os pés da queda.
9 Na presença do Senhor continuarei o meu caminho na terra dos vivos.


(Continuação do salmo anterior)

115 1 (10) Salmo. Conservei a confiança ainda quando podia dizer: Em verdade sou extremamente infeliz.


2 (11) Em meu pavor eu dizia: O homem é um apoio falaz.

3 (12) Mas que poderei retribuir ao Senhor por tudo o que ele me tem dado?

4 (13) Erguerei o cálice da salvação, invocando o nome do Senhor.

5 (14) Cumprirei os meus votos para com o Senhor, na presença de todo o seu povo.

6 (15) É penoso para o Senhor ver morrer os seus fiéis.

7 (16) Senhor, eu sou vosso servo; vosso servo, filho de vossa serva: quebrastes os meus grilhões.

8 (17) Oferecer-vos-ei um sacrifício de louvor, invocando o nome do Senhor.
9 (18) Cumprirei os meus votos para com o Senhor, na presença de todo o seu povo,
10 (19) nos átrios da casa do Senhor, no teu recinto, ó Jerusalém!






 Louvor universal


116 1 Aleluia. Louvai ao Senhor todas as nações, louvai-o todos os povos,
2 porque sem limites é a sua misericórdia para connosco, e eterna a fidelidade do Senhor.





         OBRIGADO.
                        OBRIGADO.
                                              OBRIGADO SENHOR JESUS . 
  ESTOU AQUI... SEJA FEITA A TUA VONTADE. 
Amo-Te com todo o meu coração!










5 de abr de 2015

ALÉLUIA! RESSUSCITOU.

RESSUSCITOU

Aléluia. Aléluia. Aléluia. 
AMÉM! 
Vale a pena ver. 
DESEJO DE CORAÇÃO UMA SANTA E FELIZ PÁSCOA
 A TODOS OS IRMÃOS/AS EM CRISTO JESUS. 

4 de abr de 2015

SEMANA SANTA




PORQUE EU SEI QUE NINGUÉM ME AMA COMO TU, SENHOR,  É QUE ABRACEI A MINHA CRUZ NESTA SEMANA SANTA E  SEGUI TODOS OS TEUS PASSOS ...
PERDOA-ME JESUS PORQUE  TAMBÉM EU FUI UMA DAS CAUSADORAS DA TUA MORTE . 
               DÁ-ME A CONVERSÃO TOTAL. AMÉM!















1 de abr de 2015

Tríduo Pascal

                    Audiência geral: 

Uma catequese sobre o Tríduo Pascal


Quarta-feira, 1 de Abril:
Audiência Geral com o Papa Francisco na Praça de S. Pedro repleta de fiéis numa manhã primaveril em Roma. Nesta audiência que decorre durante a Semana Santa o Papa concentrou a sua catequese no Tríduo Pascal da paixão, morte e ressurreição de Cristo, ponto culminante de todo o ano litúrgico e da vida cristã, e que começa com a Missa “na Ceia do Senhor” na Quinta-feira Santa à tarde.
O Tríduo Pascal, explicou o Papa, começa com a comemoração da Última Ceia em que Jesus, na véspera da sua paixão, ofereceu ao Pai o seu Corpo e Sangue sob as espécies do pão e do vinho e, doando-os aos Apóstolos como alimento, ordenou-lhes de perpetuar a sua oferta em sua memória. 
Momento importante do Evangelho da celebração é o lava-pés, que exprime o mesmo significado da Eucaristia mas numa perspectiva diferente: “Jesus - como um servo - lava os pés de Simão Pedro e dos outros onze discípulos. Com este gesto profético, Ele exprime o sentido da sua vida e da sua paixão, como serviço a Deus e aos irmãos: "O Filho do homem, de facto, não veio para ser servido, mas para servir". O mesmo aconteceu no nosso Baptismo, quando a graça de Deus nos purificou do pecado e nos revestimos de Cristo, e também acontece cada vez que fazemos o memorial do Senhor na Eucaristia e fazemos comunhão com Cristo para obedecer ao seu mandamento de nos amarmos uns aos outros como Ele nos amou. E reiterou dizendo: “Se nos aproximarmos da Sagrada Comunhão sem estarmos sinceramente dispostos a lavar os pés uns aos outros, não reconhecemos o Corpo do Senhor”. 
Na liturgia da Sexta-Feira Santa, prosseguiu o Papa Francisco, meditamos o mistério da morte de Cristo e adoramos a Cruz. O Papa comentou as últimas palavras de Cristo antes de entregar o espírito ao Pai, quando disse: "Tudo está consumado!" Esta palavra significa, explicou, que a obra da salvação está completada, que todas as Escrituras encontram a sua plena realização no amor de Cristo, Cordeiro imolado. Jesus, com o seu sacrifício, transformou a maior iniquidade no maior amor. E recordou a este propósito os muitos homens e mulheres que, ao longo dos séculos, têm reflectido com o testemunho de suas vidas este amor perfeito, pleno, incontaminado de Jesus, tendo citando o exemplo do Padre Andrea Santoro, sacerdote da diocese de Roma e missionário na Turquia, onde foi assassinado, e disse: “Nós nos tornamos capazes de salvação apenas quando oferecemos a própria carne. É preciso suportar o mal do mundo e partilhar a dor, absorvendo-a na própria carne até ao fim, como fez Jesus. Este exemplo, e muitos outros, nos sustentem na oferta da nossa vida como dom de amor aos irmãos, à imitação de Jesus”. 
Sábado Santo é o dia em que a Igreja contempla o "repouso" de Cristo no túmulo depois da vitoriosa batalha da cruz, prosseguiu o Papa na sua catequese, e a Igreja neste dia identifica-se com Maria, a primeira e a mais perfeita entre os crentes. Na escuridão que envolve a criação, ela permanece a única que mantém a chama da fé, esperando contra toda a esperança na ressurreição de Jesus. E na grande Vigília Pascal, enfim, celebramos Cristo ressuscitado, centro e fim do universo e da história; vigiamos cheios de esperança aguardando o seu retorno, quando a Páscoa terá a sua plena manifestação: “Por vezes, a escuridão da noite parece penetrar a alma; por vezes pensamos: "agora já não há nada a fazer", e o coração não encontra a força para amar ... Mas precisamente naquela escuridão Cristo acende o fogo do amor de Deus: um brilho rompe as trevas e anuncia um início. A pedra da dor é removida, deixando espaço para a esperança” Eis o grande mistério da Páscoa, concluiu o Papa, nesta noite santa em que a Igreja nos dá a luz do Ressuscitado, para que em nós exista a esperança de quem se abre a um presente cheio de futuro: Cristo venceu a morte, e nós com Ele”. E a todos o Papa lançou um convite: “Nestes dias do Tríduo Sagrado não nos limitemos a comemorar a paixão do Senhor, mas entremos no mistério, façamos nossos os seus sentimentos, as suas atitudes, como nos convida o apóstolo Paulo: "Tende entre vós os mesmos sentimentos que havia em Cristo Jesus". Então, teremos uma “boa Páscoa”. 

Rádio Vaticano.