Arquivo do blog

6 de mai de 2012


No crepúsculo da tarde,
O pôr do sol de mais um dia,
Nos abençoe oh ave Maria,
Nos defendei do mundo covarde.

Nos tomai de profunda esperança,
Para erguermos os esquecidos castelos,
Dos filhos quase sem lembrança,
Dos seus sonhos que se foram belos.

Nos aquecei nas madrugadas frias,
Principalmente aos sem cobertor,
Aos que sucumbem sem ter calor,
Aos que almejam a luz do dia.

Nos fazei novamente crianças,
Para tornar o mundo mais humano,
Dos corações sempre tão profanos,
Que conduzem o ódio em tanta pujança.

Nos inunde com tua santidade,
Se é disso que a humanidade carece,
As seis horas ouço tua prece,
E meu coração é serenidade.


Bendita sejais Virgem Santíssima 
Bendito é o fruto do vosso ventre Jesus .
Amém.

.luso-poemas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário