Arquivo do blog

12 de out de 2011

13 de Outubro de 1917

Ultima aparição de Nossa Senhora aos Pastorinhos

O momento já é sabido, era meio-dia solar do dia 13 de Outubro de 1917.
Instantes depois, os três videntes vêem o relâmpago e a Lúcia grita: 
- Caluda, caluda ! Já lá vem Nossa Senhora ! Já lá vem Nossa Senhora!...
E a Senhora , pela ultima vez , veio e poisou os seus nevados pés sobre as grinaldas de flores e as fitas com que as mãos piedosas  da Srª  Maria Carreira lhe tinha ornado o pedestal.
O rosto da vidente toma uma expressão sobrenatural ; as feições tornam-se-lhe mais delicadas , o colorido das faces mais mimoso , o olhar mais suave . A Lúcia entra em comunicação directa com o  Divino e não ouve a mãe que lhe diz :
- Vê bem, filha . Olha que não te enganes !
Uma nuvem acinzentada envolve o cândido grupinho como ténue voluta de incenso .
-Que é que Vossemecê me quer? - É a pergunta que a singeleza de Lúcia tem sempre espontânea . 

-Quero dizer-te que façam aqui uma capelinha em minha honra , que sou a Senhora do Rosário , que continuem a rezar o terço todos os dias . A guerra vai acabar e os militares voltarão em breve para as suas casas. 
Fátima- Actual Capelinha das Aparições
 -  Eu tenho muitos pedidos . Quer cumpri-los os não? 
- Alguns sim , outros não - responde a Virgem .- É preciso que se emendem , que peçam perdão dos seus pecados .
 E , tomando um aspecto muito triste , continuou : 
- Não ofendam mais a Nosso Senhor que já está muito ofendido !
- Não quer mais nada de mim? - pergunta por fim a criança.
- Não quero mais nada - respondeu a branca Senhora.
- E eu também não quero mais nada. Diz Lúcia.

E a Senhora do Rosário despediu-se , pela ultima vez , dos seus três confidentes ( Lúcia, Jacinta, Francisco) abriu as mãos , fe-las reflectir aos fulgores solares e , enquanto se elevava , a sua luz não deixava de se projectar no disco luminoso .
A visão era mais brilhante que o sol !
A Lúcia  ,  sem despegar o seu olhar da radiosa Aparição , grita para o povo:
- Lá vai ela ! Lá vai ela ! Lá vai ela ! Olhem para o sol ! 
Junto do astro- rei uma nova Visão deslumbra as privilegiadas crianças .
É São José com o Menino Jesus e Nossa senhora - a Sagrada Familia.
São José , vestido de branco , emergia das nuvens deixando ver apenas a parte superior do tronco . O Menino no seu braço esquerdo , vestia de vermelho e via-se inteiramente. Nossa Senhora estava à direita do sol , de corpo inteiro , vestia de vermelho e com um manto azul que lhe cobria a cabeça e que cai solto .
São José traça por três vezes , no ar azul , uma cruz , abençoando aquela multidão enorme ajoelhada na Cova lamacenta .
Desvanecida esta aparição , outra lhe sucede . É Jesus Cristo , ao lado direito do sol , vestido de vermelho , e sua Mãe Santíssima com as características de Nossa Senhora das Dores , vestida de roxo , mas sem espada no peito.
O Divino redentor lança também a sua benção sobre o povo. 
Apagada esta Visão , parece-lhe ainda à Lúcia ver Nossa Senhora , agora com as características de Nossa Senhora do Carmo , deixando cair qualquer coisa da mão direita..
E as Visões do Céu de Fátima extinguiram-se para sempre...

Enquanto as crianças contemplavam extáticas as celestiais personagens , operava-se diante dos olhos do povo ali reunido e quem a Lúcia grita :- Olhem o sol - o milagre anunciado , estupendo como ninguém teria ousado esperar .
" Agente olhava perfeitamente para o sol- conta-nos o pai da Lúcia - e ele não estorvava . Parecia que se fechasse e alumiasse , uma vez de um jeito e outra de outro . Atirava feixes de luz para um lado e para o outro e pintava tudo de diferentes cores - as árvores e a gente , o chão e o ar . Mas a grande prova é que o sol não fazia perturbação  à vista .
estava tudo quedo , tudo sossegado ; todos com os olhos nos astros .
A certa altura o sol parou e depois começou a dançar , a bailar ; parou outra vez e outra vez começou a dançar , até que por fim se soltasse do Céu e viesse para cima da gente . Foi um momento terrível.
...
Por fim o sol parou e todos deram um suspiro de alívio . Estamos vivos e houvera o milagre que as crianças tinham anunciado.
Sim, dera-se o milagre e não foram só os olhos dos simples e dos humildes que o contemplaram ; mas toda a multidão ( Setenta mil pessoas) ali aglomeradas , crentes e descrentes , dão testemunho do facto singular .
Na impossibilidade de referir aqui por completo o que ficou arquivado nos jornais da época , escolhemos dois trechos dos principais jornais da capital .
Diz- " O Dia "  de 19 de Outubro de 1917.

Meus irmãos;  este texto foi tirado de um livro que me foi deixado de herança por uma pessoa que já partiu...e tem o nome de:
ERA UMA SENHORA MAIS BRILHANTE QUE O SOL. 
P.S. Não sei se esta linda obra  ainda existe à venda, mas procure... Até hoje foi o livro mais belo que li ! Contem relatos pessoais de familiares dos três Videntes e de pessoas daquela época. 
Vou terminar com duas cantiguitas que os Videntes cantarolavam .

Nome de Maria 
Tão bonito é!
Salvai a minha alma
Que ela vossa é.

Senhora doo Carmo 
Mandou-me um recado
Que reze três vezes
Bendito e Louvado.

Bendito e Louvado
Eu hei-de rezar 
Senhora do Carmo
Me há-de ajudar.

Me há-de ajudar
Com todo o valor;
Rainha dos anjos,
Do Céu explendor.

Perguntei aos Anjos 
Se era bem pagada;
Justemos com Ela,
Não queremos soldada.

Não queremos soldada
Nem paga a dinheiro,
Só queremos a benção
De Deus verdadeiro. 

No Céu três mesuras 
Ao peso da cruz;
Rezasse três vezes
Salvai-me, Jesus!..
Salvai-me, Jesus...Salvai-me Jesus!

E AINDA: ó í ó ai

Amo a  Deus no Céu,
Amo-o também na terra;
Amo o campo, as flores,
Amo as ovelhas na serra.

Com os meus cordeirinhos 
Eu aprendi a saltar,
Sou alegria da serra
E sou o lírio do vale.

Sou uma pobre pastora;
Rezo sempre a Maria.
No meio do meu rebanho
Sou o sol do meio dia.

Ó i ó ai !
Quem me dera ver-te agora!
Ó í ó ai !
Meu Jesus, já nesta hora!

Basílica de Fátima. -  Nossa Senhora de Fátima

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário